Floração em São Paulo

Jacarandás, Tipuanas e Guapuruvus estão embelezando nossos olhares em São Paulo.

jarandá, sibipiruna e tipuana

Na Universidade de São Paulo próximo a entrada do IPT, podemos observar a maravilhosa floração destas três “Cidadãs Paulistanas de Grande Estatura”.

A Tipuana (Tipuana tipu) é originária da Bolívia e norte da Argentina, pertencente à Família Leguminosae ou Fabaceae* subfamília Papilionoideae ou Faboideae**. É uma espécie muito utilizada na arborização de ruas no sul e sudeste do Brasil, proporcionando beleza notável durante sua floração. A imagem abaixo mostra corredores de Tipuanas nas ruas da USP, paralela a Marginal Pinheiros.

Tipuana tipu

O guapuruvu, faveira ou pau-de-vintém (Schizolobium parahyba) é nativo do Brasil, especificamente da Mata Atlântica, também pertence a Família das Leguminosas*, porém sua subfamília é Caesalpiniaceae***. Sua madeira não é muito resistente, mas é bastante utilizada para confecção de embarcações por sua leveza e facilidade de entalhe.  Podendo atingir até 30 metros, perde totalmente suas folhas no inverno e cobre-se de flores amarelas na primavera. Seu tronco é muito elegante, majestoso, reto, alto e cilíndrico, com a casca quase lisa, de cor cinzenta muito característica. Sua copa forma-se bem ao alto e suas folhas projetam sombra bem leve.

guapuruvu

Por último o Jacarandá-mimoso (Jacaranda mimosifolia) originário da Argentina, Bolívia e Paraguai. Trata-se de árvore frondosa, com folhagem delicada, pertencente à Família das Bignoniáceas****. Inspira e enche nossos olhos com beleza tão formidável quando em época de floração.

Abaixo exemplares fotografados em várias ruas de São Paulo: Rua Paraguaçu, Vila São Francisco, UPS e Av. Sumaré!

jacarandá paraguaçu

jacarandá pq dos prîcipes

jacarandá usp

jacarandá sumaré

Suas flores lilás, folhas verde claro e sementes que mais parecem um broche, compõe um visual vibrante, de cores vivas e elementos orgânicos muito interessantes.

close copa

cores vivas

flor

Convido os visitantes do blog a acrescentar informações sobre estas árvores tão lindas e sempre presentes na vida dos paulistanos!

_____________________________

*Fabaceae ou Leguminosa é uma das maiores famílias botânicas com aproximadamente 18.000 espécies em mais de 650 gêneros. Uma característica típica é apresentar o fruto do tipo legume ou vagem. Quase todas as espécies da família apresentam simbiose de suas raízes com bactérias, que fixam o nitrogênio da atmosfera, uma característica ecológica de extrema importância para equilíbrio da saúde do solo.

**A subfamília Papilionoideae ou Faboideae é constituída por 430 gêneros e aproximadamente 12.600 espécies de ampla distribuição pelo mundo. É considerada a subfamília mais evoluída dentre as leguminosas, e também a de maior importância econômica.

***Caesalpiniaceae trata-se de uma das três subfamílias das leguminosas e é constituída por 152 gêneros e aproximadamente 2.700 espécies distribuídas nas regiões tropicais e subtropicais. Incluindo o Pau-Brasil e Pau-ferro como exemplo.

**** Bignoniaceae é uma família botânica representada por aproximadamente 800 espécies em 110 gêneros. São plantas lenhosas, predominantemente lianas, mas também podem ser arbustivas e arbóreas. Entre as arbóreas podemos citar os ipês do Brasil (Tabebuia sp).

Anúncios

8 Respostas para “Floração em São Paulo

  1. muito bonitas essas árvores,o guapuruvú e o jacarandá são árvores lindas,no litoral norte existem muitos guapuruvus,eram usadas para fazer canoas porque são imensas e o tronco leve,uma arvore muito bonita ,assim como o jacarandá,principalmente qdo florescem …]

    • Olá Paulo,

      Agradeço sua visita e participação no blog! Guapuruvu é uma árvore mágica… o Luciano da Equipe do Árvores Vivas está germinando vários, tão lindos desde pequeninos, eu fico encantada! A textura de seu tronco é muito especial, adoro abracá-los! Suas sementes são como fichas e para germinar é preciso fazer um pequeno corte na lateral, abrindo a “casca” da semente e permitindo maior absorção de umidade. São árvores pioneiras nas florestas e realmente seu porte e formato de copa, favorecem muito construções de canoas! Você teria imagens dessas canoas sendo feitas para nos enviar?

      Tenha um ótimo dia!

  2. amigo muito lindas as arvores mesmo,eu estou pensando en plantar arvores para sombra ,mas o problema é que arvore plantar estou pensando no jacaranda mimoso sera que náo vai levantar a calçada,tenho uma loja e temos a calçada muito grande e sem arborizaçáo.

    • Olá Paulo,

      Estamos sem fotos do jacarandá-mimoso sem flor nesse momento… No entanto eles podem ser encontrados em vários locais da cidade por ser uma árvore muito comumente utilizada na arborização urbana. Assim que tirar uma foto dela sem flores envio para seu e-mail! Grata por participar e nos visitar!

  3. Boa noite …estive em 2013 na Serra do mar, litoral norte de São Paulo, onde existiam várias árvores (Guapuruvú) enormes, se destacavam pelo tamanho e pelas suas flores amarelas, em 2014 percebi que as mesmas estavam secando, …e logo cortaram as que estavam as margens da Rod. Rio- Santos, em São Sebastião, gostaria de saber qual o motivo das árvores estarem morrendo.

    • Olá Paulo, a morte dos guapuruvus foi amplamente discutida por muitos especialistas. E temos dois olhares sobre o caso, trata-se de uma espécie emergente e pioneira, ou seja, tem função de crescimento rápido em uma condição de mata e território mais árdua, com alta exposição ao sol e solo mais pobre em nutrientes. Justamente é resistente à essa condição para criar um ambiente mais adequado e propício para espécies que precisam de mais nutrientes no solo e ambiente menos ensolarado para desenvolver-se quando jovens. Sendo assim, trata-se de uma árvore de vida mais curta e possivelmente estamos vivenciando um momento de declinio da população da espécie nas matas, pois já cumpriram sua função. Outro foco de hipótese, é que elas foram atacadas por um besouro que pode transmitir fungo e causar a morte de várias árvores, já que esse besouro prefere sua madeira e assim acabam por não resistir. Realmente não foi comprovado 100% de certeza nem em uma teoria nem na outra. Além disso existem algumas espécies de besouro que podem ter provocado essas mortes, de qualquer forma as pesquisas certamente estão avaliando essas hipóteses e a defesa civil está atenta para a possível queda delas nas estradas. De qualquer maneira, muito relevante sua observação e preocupação em querer saber mais. São visões como a sua que irão cada vez mais aproximar as pessoas – principalmente brasileiros – do valor e importância da nossa natureza.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s